Arraiá do Galinho: Festival reuniu mais de 63 mil pessoas.

Arraiá do Galinho: Festival reuniu mais de 63 mil pessoas.

Evento famoso por resgatar clima de interior, impressionou com a mega estrutura e grandes atrações.

O Festival do Galinho 2018 mostrou a força das festas juninas na capital 
baiana e reuniu mais de 63 mil pessoas nos dois dias de festa. O evento 
aconteceu nos dias 08 e 09 de junho e uniu a tradição da festa junina 
através de concurso de quadrilhas – que teve como campeã a veterana 
Capelinha do Forró –, barracas e coreto com a modernidade de uma mega 
estrutura, com palco grandioso, grandes atrações, superprodução e 
performances interativas.


SEXTA, 08 DE JUNHO
O primeiro dia de evento foi embalado pelo clima do forró das antigas do 
Mastruz com Leite, Magníficos e Limão com Mel, relembrando grandes 
sucessos como “Saga de um Vaqueiro" e “Fantasias”, fazendo o público 
cantar e dançar até o dia amanhecer.

Uma das atrações mais aguardadas da noite, Ivete Sangalo se apresentou 
pela terceira vez no Galinho e trouxe um figurino especial, desenhado 
pela própria artista. Sempre irreverente, Ivete realizou um show cheio 
de energia, com suas canções e também cantando músicas de forró.

O cantor e compositor Dorgival Dantas levou seus maiores sucessos para o 
palco do Galinho e fez o público dançar bem coladinho ao som de canções 
como "Destá", "Primeiro Passo" e "Tarde Demais".

Bell Marques apresentou um show especial de São João. "Nosso setlist é 
composto 40% por músicas de forró, mas com a minha marca e com 
significados para mim", revelou o cantor durante coletiva antes de sua 
apresentação.

Sob o comando de Xand, a banda Aviões levou os sucessos da sua carreira, 
com destaque para a atual música de trabalho “Inquilina” que foi cantada 
em coro por todo o Parque de Exposições. “Vou realizar 34 shows durante 
o mês de junho, e fico muito feliz de estar tocando mais uma vez em 
Salvador. É uma cidade que tenho um carinho muito especial e que me 
recebe sempre de braços abertos", disse o artista.

Quem também circulou pelo local foi a dançarina e youtuber Lore Improta, 
que curtiu os shows de Ivete e Aviões.

SÁBADO, 09 DE JUNHO

A atração mais esperada do segundo dia do festival, Luan Santana teve o 
show mais cheio do segundo dia do Galinho, que reuniu mais de 35 mil 
pessoas no Parque de Exposições de Salvador. O artista esteve 
acompanhando da namorada Jade, que assistiu ao show do palco, e cantou 
grandes sucessos como “Te esperando”, “Acordando o Prédio” e “Sinais”.  
“O Galinho tem duas coisas que eu sou fissurado: festa junina e 
Salvador!”, disse o artista durante a coletiva de imprensa.

Mano Walter se apresentou pela primeira vez no Festival do Galinho. 
"Estou impressionado com a estrutura do evento e com o carinho que estou 
sendo recebido pelo público baiano", disse o cantor alagoano, que levou 
no seu repertório o sucesso "Não Deixo Não", além de canções como 
"Juramento do Dedinho", "Balada do Vaqueiro" - música gravada em 
parceria com a cantora Marília Mendonça.

O cantor Tayrone relembrou grandes sucessos da sua carreira como "Volte 
Amor" e apresentou as canções mais recentes como "Diarista" e "Aliança 
Invisível". O artista convidou Kevi Jony para uma participação especial 
e juntos cantaram "Moça do Espelho", que tem composição do convidado.

Também estreante no evento e dono dos hits “Como a culpa é minha (Baby 
Alô)” e “Alô Dono do Bar”, o sergipano Devinho Novaes declarou que 
sempre sonhou em tocar no Galinho, e para celebrar a realização, gravou 
um CD durante a seu show.

Danniel Vieira levou no setlist os maiores sucessos do sertanejo, além 
de canções autorais como atual música de trabalho "Pano de Chão".

O cantor Israel Novaes fechou com chave de ouro a 29ª edição do Festival 
do Galinho. No repertório, canções de sucesso da carreira e atual música 
de trabalho que mistura sertanejo com funk e axé, intitulada “Chip” com 
participação de Marcio Vitor (Psirico) e Jerry Smith, lançada na última  
sexta-feira (8).

Nos bastidores, circularam o Prefeito de Salvador ACM Neto e a cantora 
da banda Cheiro de Amor, Vina Calmon.

GALINHO 2018
A megaestrutura foi um show a parte, construída em uma área de 5.000 m², 
mais 19.520 m² de área livre recebendo o grande público. O palco 
gigantesco de 520m² e 20 metros de altura, foi idealizado com a temática 
das festas juninas, com bandeirolas digitalmente animadas através de 
projeção mapeada. Mais de 50 toneladas de equipamento de última geração 
de som, iluminação e estruturas tubulares abrilhantaram as quase 30 
horas de música, divididas nas 17 atrações que fizeram parte da grade do 
evento.
Foram montados 4 postos médicos com equipe médica e de enfermagem, além 
de ambulâncias  de suporte avançado. O evento ainda contou com 80 
Brigadistas por dia para situações de emergência.
O maior festival junino da Bahia teve 1.600 pessoas envolvidas na 
produção do projeto gerando empregos temporários diretos e indiretos. Os 
órgãos públicos também envolvidos apoiaram o evento: Transalvador, 
Polícia Militar, Guarda Municipal, Juizados, Policia Civil, Semob, CCR 
Metrô Bahia, LIMPURB.

O Galinho é o maior festival junino da Bahia e um dos maiores do 
nordeste, e é uma realização da TV Aratu e este ano contou com o apoio e 
patrocínio de marcas poderosas como Bahiatursa e SETUR, Governo da 
Bahia, Skol, Wallmart, Uninter, Maggi, Salvador Norte Shopping, Minhoto, 
Club Social, Le Biscuit, TIM e Prefeitura Municipal de Salvador.

Share
O Portal SouSalvador.com não se responsabiliza pelas opiniões e comentários emitidos pelos bloguers.
Encontrou alguma informação divergente?
Informe-nos!
.: últimos posts de Alan Martins
Deixe seu comentário