Todo Vilão tem Verruga?

Todo Vilão tem Verruga?

Cientistas discutem como estereótipos sobre a pele são reforçados em filmes infantis.

Através de estudos cientistas descobriram que atribuir a pele com “defeitos” e “problemas”a vilões em filmes animados reforça os estereótipos negativos, afetando o modo como as pessoas, portadoras de determinada condição atribuída ao personagem, se sentem sobre sua própria pele.

Para os cientistas os filmes infantis estão aumentando o estigma em torno das condições da pele, por conta dos vilões, que na maioria das vezes são carecas, com cicatrizes, manchas, bolsas nos olhos, escuridão ao redor dos olhos e sardas.

O estudo analisou personagens de 50 filmes de animação de maior bilheteria, a maioria dos quais feitos desde 2000.

Personages  ruins, como Darla, a filha do dentista cruel em Procurando Nemo, e Jafar em Aladdin, têm problemas de pele como sardas ou bolsas nos olhos. Bons personagens, no entanto, são mais propensos a ter a pele perfeita e apenas 26% deles têm problemas.

Os cientistas também descobriram problemas de pele em personagens que supostamente são ruins, mas que se mostraram bons ao decorrer da trama, como Shrek e Gru.

Eles dizem que o retrato dos problemas de pele nos filmes pode perturbar as pessoas que não cumprem os ideais de beleza impostos socialmente

Um dos pesquisadores , Michael Ryan, afirma: “A descrição dos problemas de pele nos filmes e sua associação com o mal sobre o bem pode ser um fator que contribui para o estigma das doenças de pele. (…) Um exemplo prático disso pode ser observado nas clínicas, onde tratamentos dermatológicos são feitos para retirar pintas inofensivas, remover sardas e alterar outras mudanças naturais, sejam elas cronológicas ou por exposição solar.”

Eles dizem que isso contribui para pesquisas anteriores que mostram o mesmo problema em filmes do século 20, nos quais vilões notórios têm uma proporção estatisticamente significativa de “problemas” dermatológicos comparados a heróis.

Matthew Gass, da Associação Britânica de Dermatologistas, acrescentou: “Os filmes de animação que assistimos quando crianças tendem a ficar conosco, com muitos de nós podemos recordar com carinho nossos favoritos com facilidade.Nós os observamos em anos de formação quando estamos aprendendo sobre o bem e o mal, e querendo ou não, é provável que eles afetem nossos preconceitos e associações. (…) Esperamos que isso signifique que eles estarão abertos a considerar essa pesquisa ao fazer filmes de animação no futuro".

Vale ressaltar que o próprio fator cultural, que cultua uma pele sempre jovem e livre de “imperfeições”, leva a essa forma de pensar, afinal, costuma-se atribuir, por questão de preconceitos, caráter a beleza.

 

Referências: 

http://www.dailymail.co.uk/health/article-5838941/Experts-claim-cartoon-movie-villains-reinforce-negative-skin-stereotypes.html

 

 

 

 

Share
O Portal SouSalvador.com não se responsabiliza pelas opiniões e comentários emitidos pelos bloguers.
Encontrou alguma informação divergente?
Informe-nos!
.: últimos posts de Abílio Manoel
Deixe seu comentário