Afro Fashion Day 2019 leva mais de 2 mil pessoas ao Centro Histórico.

Afro Fashion Day 2019 leva mais de 2 mil pessoas ao Centro Histórico.

Ao todo, 110 modelos e artistas se apresentaram na passarela mais negra do país.

A praça do Terreiro de Jesus – Pelourinho foi transformada em passarela por onde 65 modelos usando as criações de 45 marcas baianas desfilaram durante a 5ª edição do maior evento de moda negra do Brasil, o Afro Fashion Day (AFD), na tarde do último sábado (30/11).

 

Homenageando a força e o protagonismo dos Blocos Afro, a edição 2019 recebeu a presença luxuosa do Olodum, Filhos de Gandhy, Cortejo Afro, Muzenza, Malê Debalê e Ilê Aiyê que, entre gritos e aplausos do público, se apresentaram ao som de muita percussão e discotecagem do DJ Telefunksoul, intercalando os seis momentos do desfile.

 

“Nestes cincos anos, o Afro Fashion Day se firmou como a passarela mais negra do Brasil. Palco não só de expressão da moda, através das criações das 45 marcas parceiras, como também de representatividade por meio de nossos modelos e de exaltação da identidade baiana personificada pelos blocos afro. Este espetáculo foi ressaltado pela força da comunicação do Correio e da Rede Bahia”, diz Luciana Gomes, gerente comercial do Jornal Correio.

 

Além da passarela

Este ano, o Afro Fashion Day começou às 14h, com o Clubinho da Tia Lalala, iniciativa comandada pela empresária e designer de moda Najara Black; e pela Feira da Sé – projeto do Instituto ACM de Ação, Cidadania e Memória. O AFD seguiu até às 19h, com desfile iniciado às 16h.

 

Entre os expositores da Feira, destaque para a Adorava BarreteAsha Bio CosméticoAuroraBaiana ZenBella OyáColetivo PelôDesignD´SalEwéKarla IssaMajú PratasMalik ÁfricaMarley CassianoN BlackNegrifNice Costa Moda e ArteO Que Eu Quiser CriaçõesPreta BrasilSonbrilleTá Bom Pra VocêYumpi Lumpi e Ziê.

 

Seletivas

Com um casting formado por 15 agências locais e 6 new faces, o Afro Fashion day 2019 teve suas seletivas de bairro iniciadas no mês de agosto, seguindo até a grande final no dia 11 de outubro, no Teatro Eva Herz – Salvador Shopping, onde 30 candidatos concorreram à chance de desfilar no grande evento. Com 996 modelos inscritos, a tradicionais seletivas de bairro cumprem o propósito de revelar talentos com potencial para seguirem carreira internacional, como foi o caso da salinense Josana Santos e do soteropolitano Lucas Evangelista.

 

 

SAIBA MAIS

 

Em sua 5ª edição, o AFD levou às passarelas 110 atores, sendo um total de 65 modelos, apresentando 45 marcas 33 de roupas e 12 de acessórios, além de representantes dos blocos Afro, como o corpo de baile do Malê Debalê e da Deusa do Ébano, Daniele Nobre. Mais uma vez, o produtor de moda Fagner Bispo assinou a curadoria e edição do desfile, que teve beleza realizada por Dino Neto e sua equipe, direção artística de Gil Alves e concepção cenográfica Giuseppe Mazzoni.

 

Reconhecendo o poder criativo e a originalidade dos artistas e criadores baianos, estiveram na passarela 2019, as marcas: Abanto; Adriana Meira; Ateliê 2; Ateliê Casa Linda; Black Atitude; Boutique Negralá; By Aninha Acessórios; Closet Clothing; Com Amor, Dora; Costa Ribeiro; Crioula; Cynd Biquínis; Fagner Bispo, Goya Lopes; Incid; Jeferson Ribeiro; João Damapejú; Katuka Africanidades; Kelba Varjão Deluxe; La Abuela; Lú Samarato; Maria Coruja Ateliê; Meninos Rei; Mônica Anjos; NBlack; Negrif; Outerelas; Porto de Biquíni; Preta Brasil; Rey Vilas Boas; Silverino Ojú; Sonbrille; Sou Diva - tábompravocê?; Soudam; Soul Dila; Turbanque e Ziê, além das nove estreantes no evento: Cantuai; ColabZona; Filipe Dias; CP2P; Jeanne Gubert; o francês Marc Bell; MB Conceito; Realeza; Regina Navarro Bella Oyá e Wari.

 

Desde a sua primeira edição, em 2015, o AFD segue quebrando padrões de altura, peso e gênero, permitindo que o negro se reconheça na moda, nos gestos, no comportamento e na identidade, formando assim um espaço único e perfeito de resistência, cultura, reconhecimento, identidade e valorização do povo.

 

Idealizado pelo Jornal Correio, com patrocínio do Salvador Shopping, apoio institucional da Saltur, Vem Pro Centro, Pelourinho Dia & Noite e Prefeitura Municipal de Salvador, apoio Instituto ACM e Salvador Bahia Airport e parceria com Sebrae, Melissa, Vizzano, Imaginarte, A3 Print e Mariposa Pelourinho, o evento se alinhou com o Mês da Consciência Negra para criar um dia de representatividade e celebração.

 

 

Foto: Divulgação

 

Share
O Portal SouSalvador.com não se responsabiliza pelas opiniões e comentários emitidos pelos bloguers.
Encontrou alguma informação divergente?
Informe-nos!
.: últimos posts de Alan Martins
Deixe seu comentário